Untitled Document
               
  Página Inicial O Grupo Ano Litúrgico Dicionário Litúrgico Links    
               
Untitled Document
     
   
  Agenda Litúrgica Manuais de Formação Oração do Acólito Patrono dos Acólitos de Portugal  
 
Untitled Document
Próximas Actividades
Dia 28/11 Domingo
Início do Advento: Algumas alterações nas Eucaristias.
 
Dia 8/12 Terça
Feriado religioso - Imaculada Conceição
 
Dia 19/12 Sábado
Reunião de chefes 16:00 Enfeite da árvore de Natal (Séniores) Troca de prendas e Lanche
 
Dia 24/12 Quinta feira
A Eucaristia será as 17:00
 
 
 
Experimenta os Jogos do site da Diocese do Porto:
 
Jogos Diocese Porto
 
Planificação do Ano Pastoral

 

Ano Pastoral
 
Ano Pastoral
 
 
Untitled Document
 
ADVENTO - ANO C  

Prepara o teu coração para dizer "sim" à vinda de Jesus Cristo.

   
 
A primavera nos Acólitos  

Fé é contemplar a seca de sombrinha na mão acreditando na chuva"

De: Wilma Rejane


Na bíblia a primavera aparece assim:

“Haveria coisa alguma difícil ao Senhor? Ao tempo determinado, tornarei a ti por este tempo da vida e Sara terá um filho” Gn18:14 Falaremos de passagem, de um novo tempo, em que os invisíveis desejos de nosso coração foram regados pela fé e Deus, em Seu poder e Glória marca dia e hora para cumpri-los. No versículo chave de nosso estudo ( Gn. 18:4) Deus fala a Sara e Abraão que tornará a visitá-los “por este tempo”, e que tempo era aquele? Era páscoa: Começo da primavera. Sendo assim, o que Deus prometeu foi: “ Tornarei a ti na primavera” Gn. 18:14. Algumas traduções trazerem claramente a palavra “primavera” nessa parte das escrituras.



Muito antes de ser considerada a festa da ressurreição de Cristo, a Páscoa anunciava o fim do inverno e a chegada da primavera. A Páscoa sempre representou a passagem de um tempo de trevas para outro de luzes, isto muito antes de ser considerada uma das principais festas da cristandade. A palavra "páscoa" – do hebreu "peschad", em grego "paskha" e latim "pache" – significa "passagem", uma transição anunciada pelo equinócio de primavera (ou vernal), que no hemisfério norte ocorre a 20 ou 21 de março e, no sul, em 22 ou 23 de setembro.


Os gregos, supersticiosamente comemoravam a chegada da primavera reverenciando a deusa Ostera que segurava um ovo em uma das mãos enquanto observava um coelho, símbolo de fertilidade, pular alegremente em redor de seu pés desnudos.



Para judeus e cristãos a “pache”, passagem, ou Páscoa ganha novo significado. Deus destrona os falsos deuses do Egito demonstrando ter domínio sob toda a natureza: vegetal, animal e humana. Nesse cenário, como última e definitiva estratégia de libertação dos israelitas, Jeová orienta Moisés a marcar a residência dos israelitas com sangue de Cordeiro. O sangue era sinal de vida, libertação. Assim na noite em que há morte e pranto nas tendas dos Egípcios, há alegria, renascimento e libertação para os judeus. Ostera, deusa pagã é reduzida a pó. O novo tempo, não seria mais uma comemoração a sua divindade, mas ao Único e Verdadeiro Deus.

É necessário fazermos esse “passeio” na história para compreendermos bem o que Deus disse para Sara e Abraão: “Tornarei a ti no ano vindouro, na primavera e Sara terá um filho”

   
 
Feliz Natal e Boas entradas em 2014!!  

E QUE O PRÓXIMO ANO NOS TRAGA COMO PRENDA… MAIS ACÓLITOS!!

   
 
Admissão de Novos Acólitos Ano 2013-2014  


Durante o mês de Outubro, estão abertas as inscrições para novos acólitos.

Se tens 9 anos ou mais e frequentas a catequese, aparece nas nossas reuniões, aos sábados às 17h30, no Centro Paroquial!!

Contamos contigo!!

Aparece...

   
 
Os santos populares  

S.António já se acabou

Para o S.Pedro ainda falta

S.João ainda não chegou

Mas anima sempre a malta



Nos santos populares

Comemos sardinhas

Na brasa é que são boas

E também bem gordinha



Eu vou para o bailarico

Na noite de S.João

Vou comprar um manjerico

Porque deita um cheiro bom



As festas dos santos populares

É de tradição muito antiga

Onde todos cantam e dançam

E todos mostram alegria.



Joaninha D

   
 
Mês de Maio -Mês de Maria  

Maria mãe de Jesus e nossa mãe, fez nos um pedido:

"Sacrificai-vos pelos pecadores e dizei muitas vezes, em especial sempre que fizerdes algum sacrifico:Ó Jesus,é por vosso amor,pela conversão dos pecadores e em reparação dos pecados cometidos conta o imaculado coração de Maria"

Para tal " Rezai o Terço todos os dias".

   
 
Quaresma  


Em direção a Cristo, em direção à Pascoa, em direção à Salvação, em direção à Perfeição do eu, seguimos...

A Quaresma é o tempo em que nos renovamos. O tempo em que olhamos para nós próprios, buscamos o que há de pior em nós e tentamos melhorá-lo. É o tempo em que, privilegiadamente, tentamos aproximar-nos mais da perfeição e do legado que Jesus nos deixou.

Este é o tempo em que cada um de nós faz uma caminhada: em direção a Cristo, em direção à Páscoa, em direção à Salvação, em direção à Perfeição do EU.
Façamos uma caminhada quaresmal com dádiva e sentimento de sacrifício cristão.

Meu Deus, que neste período de Quaresma: Tempo para Partir, Tempo para Rezar, Tempo para Perdoar, Tempo para Partilhar e Tempo para AMAR!... eu consiga Partir em teu auxilio, rezando, perdoando, partilhando e amando para melhor ser instrumento do Teu Amor e melhor anúncio da Tua Palavra, principalmente juntos dos nossos acólitos da Paróquia de Esmoriz. Meu Senhor e Meu Deus nós te amamos.

   
 
 
1 2 3 4 5

 

Untitled Document
LOGIN
Username
Password
 
 
Advento, tempo de....
Concentrar
Pedir
Dizer
Preparar
 
ver resultados
 
Visitantes
 
 
Desde 08 de Maio de 2012
 
 
Untitled Document
             
  A nossa História
Patrono dos Acólitos de Portugal
Assine o nosso livro de visitas
  Elementos do Grupo de Acólitos
Fotos das nossas Actividades
Aniversários dos elementos
  Agenda Litúrgica
Dicionário Litúrgico
O Ano Litúrgico
 
      acolitosesmoriz@gmail.com